sexta-feira

Mãos em oração

“Perseverai na oração, vigiando com
ações de graça” (Colossenses 4.2)





De vez em quando, eu uso uma técnica de oração usando meus dedos das mãos. Ela consiste basicamente em enumerar dez ítens dentro de um mesmo assunto diante do Senhor. Cada vez que pronuncio um pedido, eu aperto levemente um dos meus dedos e sigo em ordem, até que todos eles tenham representado uma necessidade específica dentro daquele tema.

Quando alguém me pede orações e eu assumo tal compromisso, posso escolher entre dizer "Pai, abençoe a irmã Fulana" ou apresentar os meus dedos e orar da seguinte maneira: "Senhor, gostaria de lhe pedir dez coisas neste momento para a vida da minha irmã. A primeira delas é a seguinte..."

Você pode usar esta técnica tanto para pedir como para agradecer. Algumas vezes, eu a utilizo para marcar um tempo de louvor particular diante de Deus, quando canto dez músicas para Ele.

Quando estiver sem sono, experimente orar por sua própria vida usando as mãos. Muitas vezes, lembramos de interceder por várias pessoas e nos esquecemos de que também precisamos de orações. Ou, quando o fazemos, sentimos dificuldade para mencionar todos os nossos problemas, de forma objetiva, na presença do Pai. Eu tenho uma amiga que é uma serva dedicada do Senhor, intercessora e ganhadora de almas. Um dia desses, porém, ela me confessou que raramente orava por sua própria saúde. Com esta técnica, você pode pensar em dez partes do seu corpo que precisam ser abençoadas. Se lhe faltarem palavras, comece dizendo: "Senhor, dê uma bênção para meu corpo". Depois, uma por uma, vá mencionando as dez áreas em você que mais necessitam de saúde. Por exemplo: "Senhor Jesus, dê uma bênção para minha pressão arterial" ou "Senhor, meu colesterol está alto".

Se quiser relaxar e dormir depressa, comece mencionando os seus pés e vá subindo até terminar em sua cabeça. Você terá a sensação de estar sendo coberta pelo manto do Altíssimo.

É claro que, onde o Espírito de Deus está, aí há total liberdade. Usar uma técnica para orar, no entanto, é útil quando precisamos disciplinar nossa vida espiritual ou temos dificuldade para encontrar as palavras certas na hora de pedir, agradecer ou interceder. Muitos irmãos e irmãs querem ter uma vida intensa de oração mas não conseguem passar mais do que dois minutos diante do trono de Deus.

Certa vez, uma pessoa me disse que o Senhor enchia a exata medida que eu entregasse para Ele. Se eu lhe desse um balde, encheria um balde. Se eu lhe desse uma piscina, encheria uma piscina. Se eu lhe desse uma tampinha de garrafa, encheria uma tampinha de garrafa. Usar a técnica dos dez dedos me ajuda a lembrar de muitos assuntos que posso apresentar a Jesus, indo muito além dos clichês.


A paz que Deus derrama sobre a sua vida é proporcional ao tempo que você passa em comunhão com Ele, pedindo, agradecendo e adorando. Em outras palavras: muita oração, muita graça. Pouca oração, pouca graça.

Nenhum comentário:

Total de visualizações de página

Pesquisar este blog