quarta-feira

AS FORMIGUINHAS DO AÇÚCAR

  
 “Há caminhos que parecem certos, mas podem acabar levando para a morte” (Provérbios 14:12).




  



Deixei a caneca onde eu havia bebido o café abandonada na mesa e só me lembrei de pegá-la algum tempo depois.  Ela deveria ser jogada na pia para ser lavada junto com os outros utensílios utilizados, mas observei que estava repleta de formiguinhas − dessas que costumam aparecer na cozinha. Percebi que, se a jogasse embaixo da torneira naquele momento, aqueles minúsculos insetos seriam imediatamente arrastados por uma correnteza poderosa até o ralo, o que para seus corpos significaria um abismo profundo e escuro de aniquilação.

Fiquei com pena das coitadinhas e deitei a caneca na mesa, para que saíssem e voltassem para o buraquinho onde moravam, que deveria estar escondido nas proximidades, em algum lugar sob os azulejos. Quando eu era criança, minha mãe me dizia para nunca matar formigas, pois são os bichinhos que mais trabalham. Foi daí que surgiu minha simpatia por elas.

Bati com as bordas da caneca na mesa por alguns segundos e muitas conseguiram escapar assustadas. Outras estavam tão sujas de açúcar que caminharam trôpegas, como se saíssem duma areia movediça doce, mas conseguiram fugir assim mesmo. Infelizmente, havia um terceiro grupo, daquelas que haviam ficado presas no açúcar endurecido do fundo. Fiz um esforço extra para salvá-las virando o recipiente de cabeça para baixo, sem me importar em estar sujando a toalha. Eu apenas queria ajudá-las.

Muitos corpos jaziam no fundo, numa cena tão trágica que teria saído nas primeiras páginas dos jornais, com transmissão ao vivo em todos os canais de TV, se elas fossem humanas. Só me restava a derradeira tentativa de encher a caneca com água e despejá-la no mármore da pia, para que alguma sortuda formiguinha moribunda pudesse se salvar boiando, mas já era tarde demais. Finalmente, lavei a peça em água corrente com sabão, sepultando para sempre as infelizes no esgoto do esquecimento total.

Pobres formigas! Elas imaginavam ter encontrado um oásis de doçura, mas não sabiam que estavam caminhando para a morte. Mergulharam no prazer fácil e imediato daquele punhadinho de açúcar no fundo da minha caneca e lá ficaram até que tudo ao redor endureceu e não puderam mais sair.

 Assim é o pecado fartamente oferecido aos homens todos os dias: acessível, convidativo, irresistível...Ele atrai com seu cheiro doce e muitos ali permanecem, banqueteando-se, sem perceber que estão afundando perigosamente num charco e que seu tempo de sair está se esgotando, até que não haja mais escapatória.

Fuja enquanto há tempo! Aproveite todas as tentativas que Deus está fazendo para ajudá-lo a sair da caneca açucarada que é este mundo. Aceite aquele convite do seu vizinho para ir à Igreja, escute as palavras que o seu amigo vive lhe dizendo, leia aquela Bíblia que sempre encontra no quarto do hotel... Jesus Cristo não é somente uma figura histórica do passado. Ele morreu para que você escape do grande abismo e tenha vida eterna.

Reconheça que é um pecador e, com sua boca, confesse que Jesus é o Seu Senhor, creia que Ele ressuscitou dos mortos e o convide para entrar em sua vida.
Faça isso agora. Não seja tolo como as formiguinhas do açúcar.



“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor (Romanos 6:23)






Iolanda Ribeiro


 #jesusteama

quinta-feira

Longe do sereno

 




"Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também" (João 14:2-3)


Como todas as outras Lydias, eu estive orando pela cura da nossa querida líder Rosy. Hoje, quando recebi a notícia de que ela partiu, eu fiquei muda diante do  Senhor. Não havia o que dizer. Não havia o que pensar. Não havia o que escrever. Havia apenas aquele sentimento estranho de quem não contesta a vontade divina.
 
Enquanto eu estava calada diante do Todo-poderoso, sem querer, meu pensamento fugiu para a minha infância distante. Naquele tempo, não havia computadores, celulares, games ou canais infantis de TV por assinatura. Mas havia aquela hora maravilhosa, pouco antes do  pôr do sol, quando todas as crianças se encontravam para uma algazarra feliz, entoando cantigas de roda.
 
A alegria da garotada só era interrompida no momento em que, de vez em quando, uma das mães colocava a cabeça do lado de fora do portão e dava um berro para recolher sua cria: "Menina, sai do sereno! Menino, vem para dentro que o sereno faz mal!"
 
 Uma a uma, todas as crianças eram chamadas para dentro de casa por causa daquele tal de sereno que somente os adultos eram capazes de ver e sentir, mas que estava ali para nos adoecer e interromper a diversão.
 
A vida é uma brincadeira animada que ninguém quer interromper. Mas nós sabemos que, mais cedo ou mais tarde, cada um de nós terá que sair do sereno. A boa notícia é que, depois do chamado do Pai,  para aqueles que o servem, há o conforto de um lar feliz, com vestes limpas, comida quentinha, cama confortável e lindas canções de ninar. E a Rosy agora sabe disso. 
  
 Ela saiu mais cedo do sereno. Mas  agora está em casa com Jesus,  protegida, amada, confortável e feliz.
 
"[...] bendito seja o nome do SENHOR"  (Jó 1.21).

quarta-feira

Fidelidade sem fio



"Então o Senhor me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna-a bem legível sobre tábuas, para que a possa ler quem passa correndo"(Habacuque 2:2).


Quando o técnico veio reinstalar meu roteador, eu coloquei a frase “Jesus te ama” ao invés de outro nome em minha rede. A ideia surgiu quando percebi que enxergo todas as redes ao redor da minha casa e outras mais afastadas.

Wi-Fi é uma abreviação de “Wireless Fidelity”, que significa fidelidade sem fio. Imaginei como seria maravilhoso se todos os cristãos colocassem versículos bíblicos ou frases cristãs em suas redes que mostrassem sua fidelidade ao Senhor.

O nome de Jesus pode desencorajar quem usa a Internet para fins escusos e pecaminosos. E a mensagem vai poder ser lida até por quem passa correndo...

Espalhe a ideia!


quinta-feira

Os grãos de areia que Deus criou


“Eu te louvarei, porque de um modo tão admirável e maravilhoso fui formado; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem." ( Sl 139:14)


O Dr. Gary Greenberg, diretor do Laboratório de Microscopia e Microanálise do Instituto de Astronomia na Universidade do Havaí (EUA), teve a maravilhosa ideia de fotografar grãos de areia usando microscópios especiais tridimensionais que ampliam as imagens 250 vezes. Conforme ele afirmou, cada grão é único.









Quando vi as imagens maravilhosas (no site http://sandgrains.com/Sand-Grains-Gallery.html), imediatamente pensei em como Deus é atencioso.  

Se Ele se importa com  detalhes imperceptíveis de minúsculos grãos de areia, imagine o valor que atribui a cada ser humano.

Eu escrevi ao Dr. Gary elogiando seu trabalho e ele gentilmente me enviou uma foto de grãos de areia recolhidos em uma praia do Rio de Janeiro. Veja que imagem linda:



Sempre que olhar para grãos de areia da praia, pense que Deus se importa com cada detalhe concernente a seus filhos amados, mesmo que existam mais de 2.106.962.000 cristãos em todo o mundo. Ele sabe onde você está, a roupa que está usando e o que está sentindo neste exato momento. 

 

sábado

Se você tropeçar e cair




Um dia, quando eu tinha quatro anos, saí de casa com um lindo vestidinho novo. Era uma daquelas manhãs felizes, quando o sol surge depois de muitos dias de chuva e as crianças aparecem aos bandos para brincar na rua. Eu me lembro de que estava muito feliz e orgulhosa em exibir todos aqueles babados e laços. Mas, assim que coloquei os pés para fora de casa e ensaiei os primeiros passos do meu desfile para minhas amigas, escorreguei em uma superfície lisa e caí de bruços em uma poça de lama.

Enquanto todas as crianças que viram a cena gargalhavam às minhas custas, eu me levantei humilhada e, aos prantos, voltei para casa. Minha mãe me socorreu imediatamente, é claro. Ela tirou o meu vestido sujo, retornou comigo para o banheiro e me lavou novamente. Depois, foi até o armário, pegou um outro vestido e o colocou em mim:

-Pronto, está limpinha de novo! - disse com um sorriso no rosto.  

Sempre tenho em mente esta cena quando penso no amor de Deus pelos seus filhos que tropeçam e caem.

“Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo” (1João 2:1).

As ruas da Nova Jerusalém serão de ouro, mas estas de agora, por onde caminhamos diariamente, são de lama da pior espécie. E, no percurso que fazemos, Deus providencia meios de graça para nos manter limpos. Por isso, se você tropeçar e cair, levante-se imediatamente e lave as suas vestes no sangue do Cordeiro. Mesmo que sua sujeira seja grande e o Inimigo ria de sua queda.

“Vinde então, e argui-me, diz o Senhor: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã” (Isaías 1:18).


Embora o Inimigo tente desanimá-lo com acusações e alardeie seu fracasso, não desanime. Olhe para a cruz! Quanto maior a sujeira, maior a água da vida. Quanto maior o pecado, maior a graça.

Se estiver se sentindo sujo e envergonhado, volte para casa imediatamente e mostre sua sujeira para o Pai.

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça” (1 João 1:9).



Leia também: Romanos 5:20

segunda-feira

A lista de Zaqueu









“E quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque hoje me convém pousar em tua casa” (Lucas 19:5).


As crianças amam a história de Zaqueu. Elas se identificam imediatamente com o homem baixinho, que não conseguia enxergar Jesus no meio da multidão e, por isso, teve a ideia de subir em uma árvore para ter uma visão melhor do que estava acontecendo. Uma das músicas preferidas dos pequeninos fala exatamente daquela cena que a narrativa bíblica perpetuou:

“Zaqueu era baixinho, bem pequenininho.Um dia na árvore ele subiu, procurando ver Jesus.
Jesus ia passando e disse: Zaqueu! Desce depressa! Eu vou jantar contigo! Eu vou jantar contigo!”

É legal ser notado quando nos sentimos pequenos e insignificantes no meio dos outros. Eu imagino a felicidade de Zaqueu naquele dia tão especial!

Eu era extremamente tímida aos onze anos e, por isso mesmo, quase nunca conseguia ser escolhida para fazer algo importante. Lembro-me de uma professora que odiava escrever no quadro negro e sempre pedia que alguém passasse a lição para os alunos. Assim que ela entrava na sala, as meninas mais extrovertidas ficavam histéricas e se acotovelavam, cada uma querendo ser escolhida para aquela tarefa glamourosa. Mas eu ficava no meu cantinho, sem coragem de entrar na disputa.

Um dia, assim que ela chegou, eu fiz uma oração silenciosa: “Senhor, queria tanto escrever no quadro! Queria mostrar que eu também sou capaz de passar a lição para meus colegas!”

Imediatamente depois que orei, a professora percorreu toda a sala com um olhar e disse:“Hoje eu vou chamar alguém que nunca veio...” Sua cabeça fez um movimento de travelling, parou na direção onde eu estava, deu um zoom até a minha carteira e um close-up no meu rosto que começou a avermelhar: “Você, venha!”

A primeira oração que eu me lembro de ter feito na vida foi respondida instantaneamente. Naquele momento, senti uma alegria parecida com a que Zaqueu deve ter sentido quando foi escolhido para ser o anfitrião do Mestre. Quando Jesus percebeu que precisava de um lugar para descansar,  olhou para o homenzinho no alto daquela árvore e ficou comovido com o esforço que ele havia feito para vê-lo.

Zaqueu deve ter olhado para os lados, apontado o dedo para si mesmo e feito aquela pergunta que todos imaginamos: “Quem? Eu?”

“Sim, você!” – Cristo deve ter respondido. O Senhor conhecia perfeitamente aquele cobrador de impostos ambicioso, que gostava de levar vantagem sobre as pessoas mais pobres. Mas sabia também que poderia transformar seu coração para que se tornasse uma nova criatura.

Algum tempo depois, já pertinho do Senhor, o cobrador de impostos apresentou o seu novo projeto de vida listando as coisas que não iria mais fazer:

 “Eis aqui, Senhor, dou aos pobres metade dos meus bens; e se em alguma coisa tenho defraudado alguém, eu lho restituo quadruplicado” (Lucas 19:8).

Se você deseja andar com Jesus, precisa fazer uma lista parecida com a daquele baixinho...


Se quer realmente encontrar-se com Jesus, precisa eliminar tudo o que está impedindo que você O veja. Tem que arrumar tempo para orar, ler a Bíblia, ir à Igreja... E, depois que se encontrar com o Mestre, deve tomar a decisão de mudar de comportamento e listar as atitudes que precisam ser modificadas em sua vida.–  Senhor, eu não vou mais roubar o lanche dos meninos fraquinhos da escola. Senhor, eu não vou mais mentir para os meus pais. Senhor, eu não vou mais...

Vá listando todas as coisas que só você e Deus sabem. Depois da confissão vem o perdão, o alívio, a paz e a alegria da comunhão com o Mestre.


"Lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossos atos de diante dos meus olhos; cessai de fazer mal. Aprendei a fazer bem; procurai o que é justo; ajudai o oprimido; fazei justiça ao órfão; tratai da causa das viúvas. Vinde então, e argui-me, diz o Senhor: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã" (Isaías 1:16-18).




quinta-feira

Ouça a voz de Deus




Entre aqui para ler a Bíblia Sagrada















"Porque esta palavra não vos é vã, mas é a vossa vida, e por esta mesma palavra prolongareis os dias na terra à qual ides, passando o Jordão, para a possuir"(Deuteronômio 32:47) .




sexta-feira

Glória a Jesus!

Glória a Jesus!


SALVE JESUS, CHEIO DE GLÓRIA!

ÚNICO MEDIADOR ENTRE DEUS E OS HOMENS,

QUE VIVE E REINA PARA TODO O SEMPRE E

TEM TODA A AUTORIDADE NOS CÉUS E NA TERRA.

SALVE JESUS, CHEIO DE GLÓRIA!

CORDEIRO SANTO E BENDITO QUE TIRA O PECADO DO MUNDO!

SALVADOR DOS PECADORES!

AMADO SENHOR E REI!

PODEROSO DEUS!

MARAVILHOSO!

CONSELHEIRO!

DEUS FORTE!

PAI DA ETERNIDADE!

PRÍNCIPE DA PAZ!




terça-feira

Deus não coloca nossas falhas no Youtube





Pense duas vezes em tudo o que fizer em público. Você, pode estar sendo filmado.

Basta um simples tombo em um lugar  público como o aeroporto ou a rodoviária para, imediatamente, sua imagem cair na rede e ganhar o mundo via Youtube.

Os usuários do famoso site de compartilhamento de vídeos, em sua maioria,  não poupam ninguém e, sem qualquer piedade, multiplicam por milhões de vezes o constrangimento que, no passado, duraria apenas alguns segundos. Errar não é mais humano, é entretenimento.

Por isso pense duas vezes antes de reclamar no guichê de qualquer estabelecimento ou brigar na escola; nunca aqueça a voz em público e olhe muito bem por onde pisa. Você pode estar sendo filmado. E, de uma forma que nem mesmo George Orwell poderia ter imaginado em seu livro "1984", na maioria da vezes, quem nos filma não é o Grande Irmão, mas um irmãozinho pequenino e frágil como nós que, atrás de seu inseparável celular, não pensa duas vezes quando surge uma oportunidade de expor a ridiculez  alheia.

Fui até olhar a conjugação deste verbo moderno no dicionário: eu posto, tu postas, ele posta, nós postamos, vós postais, eles postam... Todo mundo posta, deste que não seja algo humilhante sobre si mesmo e o objeto de zombaria seja o próximo. Ainda bem que Deus não posta vídeos no Youtube. Antes, Ele nos diz:

 "Vinde, pois, e arrazoemos, diz o Senhor: ainda que os vossos pecados são como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que são vermelhos como o carmesim, tornar-se-ão como a lã ".(Isaías 1.18).

Jesus veio ao mundo para apagar nossas vergonhas e nos fazer andar de cabeça erguida pela cidade. Pense nisso.


segunda-feira

TOME POSSE E DECLARE






Conforme ia recordando e escrevendo o agrupamento de promessas bíblicas abaixo, percebi como elas são fortes. Coloque seu nome na linha pontilhada, declare-as em voz alta e sinta o poder de Deus:

Meu nome é ...............
Deus me ama de tal maneira que me deu Seu Filho unigênito para que eu não pereça.
Jesus Cristo é o meu Senhor.
Eu tenho vida eterna.
Eu sou filha do Deus Todo-poderoso, Rei do Universo.
Do meu interior fluem rios de água viva.
Todas as coisas cooperam para o meu bem.
Deus é o meu recompensador, porque eu O busco.
Todos os fios da minha cabeça estão contados.
Deus me dá refrigério.
Deus não deixa que nada me falte.
Deus me protege embaixo das suas asas.
Deus me alimenta.
Deus me veste.
Deus nunca me desampara.
Minha descendência jamais mendigará o pão.
Ele renova as minhas forças.
Ele me descansa.
Eu habito no Seu esconderijo.
Ele me responde quando eu clamo.
Eu caminho e não me fadigo.
Eu corro e não me canso.
Ele me dá abundância de dias.
Deus me acrescenta anos de vida e paz.
Eu estou plantada junto a ribeiros de águas.
Eu dou fruto.
As minhas folhas não caem.
Tudo o que eu faço prospera.
Deus me abençoa.
Deus me guarda.
Deus faz resplandecer o seu rosto sobre mim.
Deus tem misericórdia de mim.
Deus me dá a paz.
Eu nunca estou sozinha.
Ele está comigo todos os dias.
Eu não preciso sentir medo.
E eu tenho paz que excede todo entendimento.
Por isso, não preciso andar ansiosa por coisa alguma.
Por que o meu Deus é poderoso para fazer por minha vida e por minha família,
infinitamente mais do que tudo quanto eu peço ou penso,
segundo o poder que opera em mim.
Por isso, neste dia que Ele fez,
dou ao meu Senhor toda honra, glória e louvor.
E sou imensamente grata por saber que Ele está cuidando de mim.

domingo

Fuja da fofoca gospel


"Há seis coisas que o Senhor detesta; sim, há sete que ele abomina:olhos altivos, língua mentirosa, e mãos que derramam sangue inocente;coração que maquina projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal;testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos"(Provérbios6:16-19).

Se a mídia do mundo está a serviço mundo, a mídia evangélica tem que estar a serviço do Reino.
Mas,infelizmente, muitos sites administrados por cristãos, ao invés de contribuírem para a pregação do Evangelho a toda criatura, estão fazendo fofoca gospel.
É através deles que ficamos sabendo que o pastor Fulano criticou o apóstolo Beltrano, que o bispo Sicrano acusou o pastor Fulano e blá, blá,blá...Veneno da pior espécie ao invés de água da vida.
Enquanto isso, milhões de internautas que poderiam estar encontrando Jesus na Internet, estão se perdendo por falta de conteúdo cristão que os edifique realmente e os livre o Inferno.
"Faltando lenha, apaga-se o fogo; e não havendo difamador, cessa a contenda" (Provérbios 26:20).
Meu querido irmão, se você tem um site gospel, use-o para salvar almas, não para espalhar contendas. Deixe a imprensa mundana fazer o trabalho sujo do Inimigo. Não alimente a fogueira do escândalo! Fale de Jesus! Edifique vidas!




sábado

Minha primeira bicicleta





A primeira bicicleta que tive na vida me foi entregue lá pelos meus seis ou sete anos de idade. Era de segunda mão, um pouquinho enferrujada, mas rodava bem.

Eu tinha que dividi-la com meus dois irmãos menores, mas eles estudavam em um turno diferente do meu. Assim, todas as tardes, ela ficava inteiramente sob os meus cuidados.

Um dia, enquanto estava pedalando junto com minhas amigas, notei que o pneu dianteiro da bicicleta havia furado. Que tristeza! Eu me lembro ainda hoje do tamanho da frustração que senti. A sensação de perda foi imensa.

Eu era muito pequena e, por isso, não me ocorreu que fosse possível consertar aquele furo num cicle. Eu simplesmente achei que o pneu tivesse se estragado para sempre e que nunca mais a minha bicicleta voltaria a funcionar. Foi uma tristeza doída, profunda e inútil, pois, como você pode imaginar, meu pai pagou o conserto do furo e minha felicidade voltou.

Anteontem, quando estava pedalando a minha linda bike de gente grande, olhei para o asfalto e me lembrei daquele dia. E, junto com a lembrança, fiquei pensando em quantas vezes nós ficamos tristes inutilmente, por problemas que Deus pode resolver com facilidade.

Para o Criador do Universo, solucionar o pior dos problemas é mais simples do que consertar o furo de um pneu de bicicleta. Seu problema pode parecer imenso e insolúvel aos seus olhos, mas tem solução. Pare de chorar e vá falar agora mesmo com o seu Pai Celestial. Ele tem poder para remover tudo o que lhe causa sofrimento.

“Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças;e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus” (Filipenses 4:6-7).

domingo

O que a Bíblia fala sobre falsos cristãos



Quando Jesus falou sobre existir joio no meio do trigo (Mt 13:24-30), Ele não estava brincando. O Inimigo pode realmente plantar falsos cristãos no meio do povo de Deus. Pode colocar na Igreja pessoas que não levam o Criador a sério, que estão ali apenas pelo ajuntamento solene, pela reunião com os amigos, pelas músicas que cantam, pelo hábito que vem de família, pela comida boa da cantina ou por outros motivos piores.

É deles que a Palavra de Deus está falando quando diz que há gente pregando o Evangelho por partidarismo ou por vanglória, ou quando diz que há gente amando o próprio ventre e enganando corações inocentes. Eles também são chamados de igreja morna, obreiros fraudulentos, lobos em pele de ovelha, hipócritas, falsos profetas e servos infiéis. E são eles que vão escutar a solene frase "Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos” (Mt. 25.41).

Estou escrevendo isso porque sei que muitos servos e servas do Senhor estão sendo machucados e desencorajados por essa gente que o apóstolo Paulo chamou de falsos irmãos (2Co 11:26). Infiltrados em nosso meio ao longo de tantos séculos, eles têm causado tanto estrago que parecem estar cumprindo uma Grande Comissão às avessas. Mesmo assim, não fique amargurado e ressentido, para que não se transforme num deles. Apenas ore para que eles acordem e tenham tempo de escapar do precipício para onde estão caminhando de olhos vendados.

Não tema, família sagrada. Eles até podem ocupar o prédio e conhecer os hinos, mas não podem pertencer à verdadeira Igreja do Senhor Jesus Cristo, que é a comunidade dos salvos, daqueles sinceramente arrependidos dos seus pecados, lavados no Sangue e nascidos de novo.

Eles têm aparência de vivos, mas estão mortos (Ap 3:1). Por isso serão deixados para trás na Grande Tribulação, caso não se convertam dos seus caminhos e pratiquem o cristianismo verdadeiro. Sendo assim, se algum deles estiver batendo em sua face direita neste exato momento, ofereça-lhe também a esquerda. Se algum deles estiver tomando a sua capa, dê-lhe também a túnica. Se estiver lhe obrigando a andar uma milha, vá com ele duas (Mt 5:39-41).

terça-feira

Feliz ano novo






Desejo que, durante este novo ano, você receba o melhor de Deus. Que sua mesa seja farta e que você tenha saúde, paz,graça e alegria.

Em nome de Jesus, seja abençoado (a) e vitorioso (a). Amém.

quinta-feira

O dia em que Deus me ensinou a lavar louças



Um dia desses, ao entrar na minha cozinha, olhei para a enorme bagunça da minha pia e respirei desanimada. Havia tantos pratos, garfos, facas, colheres, copos e panelas sujas que eu tive vontade de sair correndo. O caos era tanto que eu não sabia por onde começar a limpeza. A situação era tão crítica que eu orei: “ Por favor, Senhor Jesus! Me ajude a arrumar esta bagunça!”

Seguindo um impulso repentino, peguei o controle remoto e liguei a TV. Em um dos canais, um pastor estava fazendo uma pregação. Naquele instante, para ilustrar algo que estava ensinando, ele disse: “A minha mãe me ensinou a lavar as louças. Ela me falava para, em primeiro lugar, arrumar tudo em cima da pia, separando as peças por categorias. Depois, quando tudo estivesse separado, falava para eu ir lavando cada grupo separadamente...”

Voltei imediatamente para a cozinha e experimentei aquele novo método. Arrumei tudo e, depois, fui lavando as peças conforme as instruções que acabara de receber. Primeiro todos os pratos, depois os copos, em seguida as colheres, os garfos,as facas, as tampas e, por último, as panelas. Cada categoria lavada era imediatamente guardada e, na proporção em que a visão da desordem ia desaparecendo, eu me sentia mais disposta para continuar lavando as peças que ainda restavam.

Dei todo o crédito daquela descoberta ao Senhor, pois eu ainda estaria parada diante de uma pilha de pratos sujos se não tivesse ligado a TV naquele exato momento. Milagres são coincidências que acontecem na hora certa. Minha mãe não me ensinou a lavar louça, mas o meu Deus me ensinou.

Enquanto lavava tranquilamente os pratos sujos, um pensamento não saía da minha cabeça: “Jesus vê mulheres lavando louças!”

Desde aquele dia, sempre que eu lavo as louças, eu me lembro de que Jesus está me olhando e aproveito para orar enquanto esfrego, enxáguo, seco e guardo cada peça. E, quanto mais suja a minha pia, maior o meu tempo de oração.

domingo

Os beija-flores e o amor de Deus


"...nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor"(Romanos 8:39)



Sempre gostei de beija-flores. Por isso mesmo, uma de minhas primeiras providências quando acordo é colocar água com açúcar para que alguns deles possam visitar a minha casa.

Tomo sempre o cuidado de limpar muito bem o bebedouro que comprei especialmente para meus amiguinhos alados, pois não quero que eles fiquem doentes com a água que lhes forneço.

Sei que os beija-flores não são como os meus cachorros. Eles não interagem comigo e não protegem minha casa. De vez em quando, atacam os companheiros da própria espécie defendendo a água açucarada, como se eu nunca mais fosse abastecê-los com minha torneira de cozinha e meu açucareiro enorme. E são capazes de ficar vigiando o ponto de água doce por muitas horas, impedindo que outros os passarinhos se aproximem, sem a generosidade de compartilhar o que estão recebendo gratuitamente.

Apesar dos beija-flores serem tão ingratos, brigões e egoístas, desejo que me procurem todas as manhãs para que eu os ajude a saciar sua necessidade de glicose. Eles voam por alguns segundos ao redor do bebedouro, enfiam o bico nas flores de plástico e desaparecem, sem dizer "obrigado" e sem notar que estão sendo protegidos. Talvez até pensem que a água que recebem brota por obra do acaso e não por vontade de alguém que os observa.

Quando olho para os meus beija-flores, eu não penso em quantas formigas, marimbondos e morcegos eles atraem para minha varanda. Eu apenas admiro suas cores lindas e como são capazes de bailar maravilhosamente bem. Quando olho para eles, só consigo pensar em coisas boas...

Foi através dos meus beija-flores que eu entendi o amor de Deus por nós. Deus conhece nossas imperfeições e, mesmo assim,continua nos observando todos os dias, derramando bênçãos que, muitas vezes, não conseguimos perceber. Deus sabe quem nós somos e, mesmo assim, nos ama. Ponto final.

Joaninhas de Deus






















Eu sei que Deus criou o mundo com o poder de Sua palavra, mas, no caso das joaninhas, parece que Ele pegou um pincel e saiu colorindo cada uma delas num ateliê cósmico.

Agora, descubro que existe um livro de fotografias só com as imagens que os fotógrafos Helen Roy, Peter Brown, Robert Frost e Remy Poland fizeram delas. A obra se chama “Ladybirds (Coccinellidae) of Britain and Ireland”e foi publicada pelo Biological Records Centre, Centre for Ecology and Hydrology, UK.


Nos raros momentos em que flagrei alguma joaninha no meu quintal, sempre gastei uns minutinhos para admirar os detalhes artísticos e delicados em seu minúsculo corpo. Mas não sabia que existiam tantas variedades. Parece um desfile de modas do mundo dos insetos.

Se Jesus, ao invés de ter nascido na Palestina, tivesse nascido no Brasil, além do que disse em Mateus 6: 28, Ele também nos diria: “Olhai as joaninhas dos gramados..."

A chave para vencer o estresse e as preocupações do dia a dia é aprender a olhar em volta e descansar, sabendo que o Deus criativo e poderoso está no controle de todas as situações e é recompensador daqueles que O buscam (Hb 11:6).

"Provai, e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele se refugia" (Sl 34:8).


quinta-feira

Onde fica o trono de Deus






"Quando contemplo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que estabeleceste, que é o homem, para que te lembres dele? E o
filho do homem, para que o visites?"(Sl 8:3-4)



Quando eu era criança e orava na hora de dormir, minha imagem de Céu era um castelo invisível pouco além das nuvens, onde Deus morava cercado de anjos. Depois que cresci e comecei a me interessar pelo Universo, minha concepção de lar celestial foi afetada pelas imagens enviadas pelo telescópio Hubble. Já não sei onde fica exatamente o trono de Deus, mas tenho uma inabalável convicção de que Ele é Todo-poderoso numa grandeza infinita.

Recentemente, os astrônomos encontraram a estrela RMC 136a1. Ela brilha 10 milhões de vezes mais que o nosso Sol e é 265 vezes maior do que ele. Consegue imaginar tal estrela? É realmente fascinante pensar em algo tão grande e tão forte flutuando no espaço sideral. Se a Terra orbitasse em torno dela, nossos anos teriam apenas três semanas. Mas não pense que as férias de verão chegariam mais rápido, pois a intensa radiação ultravioleta não nos deixaria viver. Ou seja, nós só existimos porque nosso Sol é "fraquinho".

Ao pensar na gigante RMC136a1, fico assombrada com o incomensurável poder de Deus e, ao mesmo tempo, maravilhada com a forma como Ele se volta para os seres humanos, não considerando que moramos num planeta que mais parece um pixel quando confrontado com apenas uma das muitas estrelas gigantes que o nosso Pai criou.

Apesar de nossa insignificância no tempo e no espaço, Ele quer nos tornar eternos. Por mais indignos que sejamos, Ele nos ama e quer ter comunhão conosco. Quando o pecado nos condenou e nos afastou de Sua presença, Ele se aproximou com um lindo plano de salvação. Mas, para entender esse plano, você precisa ler a Bíblia.

“Não temas, ó bichinho de Jacó, nem vós, povozinho de Israel; eu te ajudo, diz o Senhor, e o teu redentor é o Santo de Israel” (Isaías 41:14).

Sempre que pensar em todos os planetas luas, asteróides, cometas e estrelas que existem muito além das nuvens, com tantas cores e tamanhos que não podemos sequer imaginar, também tenha a certeza de que Deus existe e pode resolver cada um dos seus problemas.

Eu não sei onde fica o Seu trono, mas sei que Deus está sempre perto de nós.

sábado

O dia do arrebatamento




"Mas, irmãos, acerca dos tempos e das épocas não necessitais de que se vos escreva: porque vós mesmos sabeis perfeitamente que o dia do Senhor virá como vem o ladrão de noite"(1Ts 5:1-2).


O fato de um pastor norte-americano (cujo nome não citarei aqui) ter marcado o arrebatamento para 21 de maio de 2011 tornou-se motivo de zombaria em muito países. Porém, mesmo que ele tenha errado feio, isso não significa que os que esperam a volta do Senhor Jesus sejam malucos. Os cristãos da Igreja Primitiva sempre esperaram a volta iminente de Jesus.

Querido irmão, querida irmã, continue esperando a volta do Senhor para qualquer momento. Esteja sempre alerta, pois este dia chegará "como um ladrão", quando menos você esperar.

Querida Igreja, viva em santidade e pureza, sem conformar-se com os valores errados deste mundo. Os crentes desta geração vivem tão preocupados em obter prosperidade que não esperam mais pelo arrebatamento. Eles se esquecem de que Deus quer levá-los para um lugar onde as ruas serão de ouro. E, se o Criador usa ouro como asfalto, só podemos imaginar que Seus valores sejam outros. Ele é capaz de pisar em algumas coisas que os homens do mundo valorizam e valorizar outras que eles desprezam.

Preocupe-se em estar salvo e liberto, pois foi para isso que o Filho de Deus veio ao mundo: salvar e libertar cada pecador arrependido.

Aguarde o arrebatamento todos os dias. A cada manhã, quando acordar, olhe-se no espelho e diga: "Pode ser que Ele volte hoje. Vou viver este dia na presença de Deus, porque eu não quero ser deixado para trás".

Mesmo que as previsões precipitadas e erradas de alguns pastores façam o mundo incrédulo zombar dos servos de Jesus, não perca a fé no arrebatamento da Igreja e na Parousia - que é a manifestação gloriosa do Senhor Jesus. Com certeza, tudo o que está escrito se cumprirá, ainda que não saibamos o momento exato.

Tenha a certeza de que está chegando o dia, está chegando a hora, do Inimigo cair e suas obras terem fim, para sempre - conforme ensina a letra da linda canção que tanto cantamos em nossos cultos.


quinta-feira

APENAS CINCO MINUTOS









"Vigiai, estai firmes na fé; portai-vos varonilmente, e fortalecei-vos" (1Coríntios 16.13)







Esta mensagem não é para os fortes espiritualmente, mas para os que se sentem fracos e cansados. Para aqueles que acham difícil manter uma vida devocional regular e disciplinada. Para aqueles que se sentem abatidos e não conseguem mais guerrear no mundo espiritual. Gostaria de lhes deixar um pequeno desafio. Tão pequeno que até uma criança é capaz de cumpri-lo: Ore durante cinco minutos todos os dias. Apenas cinco pequenos minutos.

Talvez os gigantes espirituais estejam agora torcendo o nariz e achando que você tem uma fé minúscula, mas eu lhe garanto que este tempo mínimo fará uma diferença enorme em sua vida espiritual e modificará seu relacionamento com Deus para sempre.

Se você não consegue orar durante uma hora por dia, não se sinta diminuída(o). Até os apóstolos de Jesus já sentiram a mesma dificuldade, provando o quanto precisamos da graça do Senhor para nos mantermos ligados a Ele.

Orar pouco é muito melhor do que nunca orar. Se preseverar neste propósito, Deus derramará unção e graça sobre a sua vida. E chegará o tempo em que os inimigos de Deus correrão de você quando lhe avistarem e gritarão: "Lá vem a (o) serva (o) de Deus. Fujam! Ela (ele) ora todos os dias."

Durante cinco minutos por dia, pare onde estiver. Em sua mesa de trabalho, no sofá da sala, no seu quarto ou no banco do seu carro. Não importa onde estiver. Ore,pelo menos, durante cinco minutos!

Este pequeno tempo será suficiente para que você consiga derramar todos os seus temores e preocupações na presença de Deus e devolverá a paz ao seu coração. Depois disso, leia um capítulo da Bíblia Sagrada - apenas um único capítulo.

Caso o capítulo seja longo demais e você não possua o hábito de leitura, leia apenas uma passagem (ou seja, um dos trechos que ficam entre os títulos em negrito). Se possível, marque as partes que já leu com um lápis de cor, pois você ficará motivado ao ver o quanto é capaz de ler com o passar do tempo.

Este pequeno tempo devocional será suficiente para fortalecê-la (o) e, quando perceber, estará cheia (o) do Espírito Santo e saltará todas as suas muralhas.

Certa vez, um homem se perdeu em uma pequena ilha deserta. Não havia fontes de água doce no local e nem mesmo frutas que pudessem saciar-lhe a sede. Então, sempre que anoitecia, ele esperava pacientemente que as gotas de orvalho umedecessem as folhas da vegetação nativa e molhava a sua lingua em cada uma delas. Foi assim que ele se manteve vivo até que a primeira chuva caiu e ele pode armazenar água enquanto aguardava o resgate.

Quando alguém diz que vai fazer alguma coisa durante cinco minutos, na maioria das vezes, sempre gasta alguns minutinhos a mais. Experimente e verá. Seus cinco minutos de oração serão como aquelas gotas de orvalho que salvaram o náufrago e farão toda a diferença entre morrer e continuar vivendo.

sábado

Observe a sua lâmpada



"Então o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do esposo. E cinco delas eram prudentes, e cinco loucas..." (Mateus 25.1-2)



Sempre achei a parábola das virgens muito triste. A idéia de que algumas delas foram deixadas para trás é aterrorizante. Para cinco mulheres daquela história não houve final feliz. Não houve riso. Houve pranto e ranger de dentes.

Todas as virgens estavam querendo ir ao encontro do noivo, por isso se arrumaram e ficaram lindas. Mas se preocuparam exageradamente com coisas que não eram importantes e deixaram de armazenar o que realmente era necessário: o azeite.

Azeite, na linguagem bíblica, é sinônimo de unção. E a unção vem pela consagração. Não importava o quanto cada virgem fosse bonita, rica e animada para as bodas. Ela precisava ter azeite para ir ao encontro do noivo. Algumas virgens da parábola sabiam que não poderiam se descuidar e se preocuparam em armazenar bastante azeite. Assim, no momento exato em que o noivo chegou, puderam encontrá-lo. Mas algumas eram loucas e não se preocuparam com o essencial.

Fica nítido na mensagem de Jesus que é loucura alguém não andar com o estoque certo de azeite. Precisamos observar se algumas coisas não essenciais que carregamos conosco estão ocupando o lugar do nosso estoque extra de azeite. Quantas desavenças nas igrejas deixariam de existir se todos estivessem preocupados em encontrar-se com o noivo e tivessem as prioridades certas? Comece a arrumar a bagagem para a Nova Jerusalém, mas leve apenas o essencial.

Cada um de nós tem a sua própria lâmpada e não pode depender de quem está ao lado. A busca pelo azeite é individual e sua conquista é intransferível. Sei que é importante pedirmos as orações intercessórias dos nossos irmãos e irmãs em Cristo quando estamos atravessando momentos de luta. O errado é nunca orarmos e esperarmos apenas que os outros orem por nós. Não podemos convocar intercessores como se contratássemos guarda-costas. Deus permite que soframos determinadas coisas para mantermos nossa humildade e dependência d'Ele. Muitas vezes, o que chamamos de lutas são, na verdade, aquilo que nos conserva de joelhos na presença do Pai e nos impede de deixar a lâmpada vazia. Jesus sabe que muitos dos seus servos e servas, lamentavelmente, não permaneceriam na Igreja se não possuíssem problemas.


Observe a sua lamparina. Comece a armazenar azeite. Não podemos correr o risco de que o noivo volte e nos deixe para trás.

domingo

Cuide das flores todos os dias







"Disse-me ainda: está cumprido: Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem tiver sede, de graça lhe darei a beber da fonte da água da vida" (Apocalipse 21.6).


As flores que estavam num vaso do quintal morreram de sede e calor, porque fiquei tão concentrada em outros afazeres que me esqueci de olhar para elas. Tentei inutilmente jogar muita água sobre o vaso, mas não consegui ressuscitá-las. Se eu tivesse usado apenas alguns minutos diários dos muitos que tenho, elas ainda estariam no meu jardim.

Com a morte das minhas flores, comecei a pensar no fato de que algumas coisas na vida não conseguem sobreviver se não receberem um cuidado diário. E nossa vida devocional é o maior exemplo disso.

Assim como não podemos deixar de regar as flores e plantas de casa para que elas consigam suportar o calor do dia, também não poderemos suportar as inúmeras pressões da existência humana se não tomarmos o cuidado de entrar na presença de Deus diariamente.

Muitas pessoas nunca se lembram de Deus durante a correria da semana. E, quando chega o domingo, limpam a poeira da Bíblia e correm para a Igreja. Eu li em algum lugar que os cactos conseguem ficar mais de seis meses sem receber a água das chuvas. Mas os cristãos não são cactos. Eles são como aquelas flores delicadas que eu perdi e precisam receber a Água da Vida todos os dias.

Assim como preciso regar diariamente as minhas plantas, todo cristão precisa estar na presença de Deus para regar a sua existência. É no momento devocional que recebemos a água da vida. É o contato diário com Jesus que refrigera a nossa alma. Sem Ele caminhando conosco, ficaríamos secos e mortos em nossos pecados.


Cuide das flores do seu jardim espiritual todos os dias e não deixe que elas morram, até que o Jardineiro volte para nos buscar.




sábado

Fabrique lembranças felizes





"Quero trazer à memória o que me pode dar esperança. As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim"(Lm 3.21-22 - na versão Almeida Revista e Atualizada)


Gosto de ler o versículo acima na versão Almeida Revista e Atualizada, porque, junto com a certeza de que devo esperar que as misericórdias do Senhor sempre retornem, também consigo pensar em como determinadas lembranças me fazem bem.

Quando eu era pequena, todas as manhãs, minha mãe fazia dois grandes cortes no meu pão francês. O primeiro o dividia em dias metades, enquanto o segundo, longitudinal, transformava-o em quatro pedaços compridos. Eu, que ainda estava proibida de pegar em facas, acompanhava aquele gesto como se estivesse testemunhando uma multiplicação milagrosa e ficava alegre ao ver como o meu prato ficava lotado com os quatro pedaços que surgiam. Hoje, muitos anos depois, resolvi cortar o meu pão da mesma maneira e a maravilhosa atmosfera da minha infância retornou e inundou a casa. Minha mãe morreu há muitos anos, mas eu percebi que todo o amor que ela me deu ainda estava dentro de mim. Foi uma lembrança muito feliz.

Há momentos que nunca deveriam ser esquecidos, por isso eles ficaram gravados em fragrâncias, músicas, objetos e aromas. São recados sensoriais do passado, mostrando que podemos ser felizes se entendermos que a felicidade é uma coisinha assim, ó: pequenininha. As pessoas realmente felizes são aquelas que aproveitam os pequenos momentos de alegria e os guardam na lembrança - assim como um camelo armazena a água que encontra nos oásis para atravessar o deserto.

Na quarta-feira passada, no meio do feriado de Carnaval, fomos fazer uma caminhada no meio do mato e encontramos uma goiabeira repleta de frutas maduras. Aquele momento leve de uma tarde tão linda ficou guardado em minha memória para sempre. Com certeza, ele voltará à tona quando eu estiver comendo uma goiaba em outro lugar e me fará reviver um momento maravilhoso.


Deus nos abençou com lembranças felizes que nos ajudam nos momentos difíceis, para nunca nos esquecermos de que viver é muito bom.

Aproveite bem o seu dia e fabrique lembranças felizes.


sexta-feira

Mãos em oração

“Perseverai na oração, vigiando com
ações de graça” (Colossenses 4.2)





De vez em quando, eu uso uma técnica de oração usando meus dedos das mãos. Ela consiste basicamente em enumerar dez ítens dentro de um mesmo assunto diante do Senhor. Cada vez que pronuncio um pedido, eu aperto levemente um dos meus dedos e sigo em ordem, até que todos eles tenham representado uma necessidade específica dentro daquele tema.

Quando alguém me pede orações e eu assumo tal compromisso, posso escolher entre dizer "Pai, abençoe a irmã Fulana" ou apresentar os meus dedos e orar da seguinte maneira: "Senhor, gostaria de lhe pedir dez coisas neste momento para a vida da minha irmã. A primeira delas é a seguinte..."

Você pode usar esta técnica tanto para pedir como para agradecer. Algumas vezes, eu a utilizo para marcar um tempo de louvor particular diante de Deus, quando canto dez músicas para Ele.

Quando estiver sem sono, experimente orar por sua própria vida usando as mãos. Muitas vezes, lembramos de interceder por várias pessoas e nos esquecemos de que também precisamos de orações. Ou, quando o fazemos, sentimos dificuldade para mencionar todos os nossos problemas, de forma objetiva, na presença do Pai. Eu tenho uma amiga que é uma serva dedicada do Senhor, intercessora e ganhadora de almas. Um dia desses, porém, ela me confessou que raramente orava por sua própria saúde. Com esta técnica, você pode pensar em dez partes do seu corpo que precisam ser abençoadas. Se lhe faltarem palavras, comece dizendo: "Senhor, dê uma bênção para meu corpo". Depois, uma por uma, vá mencionando as dez áreas em você que mais necessitam de saúde. Por exemplo: "Senhor Jesus, dê uma bênção para minha pressão arterial" ou "Senhor, meu colesterol está alto".

Se quiser relaxar e dormir depressa, comece mencionando os seus pés e vá subindo até terminar em sua cabeça. Você terá a sensação de estar sendo coberta pelo manto do Altíssimo.

É claro que, onde o Espírito de Deus está, aí há total liberdade. Usar uma técnica para orar, no entanto, é útil quando precisamos disciplinar nossa vida espiritual ou temos dificuldade para encontrar as palavras certas na hora de pedir, agradecer ou interceder. Muitos irmãos e irmãs querem ter uma vida intensa de oração mas não conseguem passar mais do que dois minutos diante do trono de Deus.

Certa vez, uma pessoa me disse que o Senhor enchia a exata medida que eu entregasse para Ele. Se eu lhe desse um balde, encheria um balde. Se eu lhe desse uma piscina, encheria uma piscina. Se eu lhe desse uma tampinha de garrafa, encheria uma tampinha de garrafa. Usar a técnica dos dez dedos me ajuda a lembrar de muitos assuntos que posso apresentar a Jesus, indo muito além dos clichês.


A paz que Deus derrama sobre a sua vida é proporcional ao tempo que você passa em comunhão com Ele, pedindo, agradecendo e adorando. Em outras palavras: muita oração, muita graça. Pouca oração, pouca graça.

terça-feira

O pessegueiro do meu quintal


"Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem"
(Hebreus 12:15).




Na minha infância, no quintal da minha casa, havia um pessegueiro. Era tão frondoso e convidativo que os meninos da vizinhança pulavam o muro em busca de seus frutos. Isso causava um imenso aborrecimento ao meu pai. Principalmente se, durante a colheita furtiva, algumas de nossas telhas ficassem quebradas. Então, para acabar com o problema, ele resolveu cortar a árvore e os meninos nunca mais voltaram.

Aqueles meninos travessos, porém, causaram um estrago muito maior do que poderiam imaginar. Com o pessegueiro também se foram os passarinhos, as abelhas, os pêssegos, as flores e a grande sombra. Foi assim que, pouco tempo depois, onde havia um lindo  quintal, construíram um quartinho para ser alugado.

Minha mãe fez uma grande panela de doce com todos os pêssegos que colheu e nossa vida prosseguiu. Os garotos nem suspeitaram de todo mal que nos causaram com aquelas invasões ao quintal, mas contribuíram para que a paisagem da nossa casa fosse irreversivelmente modificada.

Algumas pessoas nunca percebem o que estão fazendo de ruim para os outros, tampouco se arrependem de seus atos. A vida é assim. Enquanto durar este mundo, sempre existirão aqueles dispostos a acabar com a felicidade dos outros. E não precisam ser esforçar muito para que isso aconteça. Causar tristeza é bem mais fácil do que pular um puro, subir numa árvore ou danificar um telhado. Bastam apenas algumas palavras e pequenas atitudes para um grande estrago. Por isso Deus enfatiza tanto a necessidade de perdoarmos e sermos pacientes com aqueles que surgem para nos prejudicar.

Em nossa caminhada por este mundo, será inevitável que, de vez em quando, encontremos pessoas querendo invadir nosso espaço para roubar alguns pêssegos e causar terríveis goteiras. Sempre que isso acontecer, respire fundo, conserte o telhado e tenha em mente que a alegria se renova.

Se o seu coração for paciente e perdoador, ninguém neste mundo, por mais que se esforce, conseguirá fazê-lo perder todos os seus frutos, suas flores e sua grande sombra. Não desista de sua colheita por causa da maldade de pessoas que adoeceram há muito tempo e não se deram conta disso. Não importa o que lhe façam, nunca corte o seu pé de pêssego. Viva a sua vida sem perder as flores que enfeitam, a brisa que refresca e os frutos que adoçam seu paladar.

Se, se por algum motivo, sua bela árvore deixar de existir, plante outra exatamente igual e espere pelo tempo da colheita. Aconteça o que acontecer, em momento algum, jamais se torne uma pessoa amarga e infeliz.

quinta-feira

O tempo oportuno



"Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno" (Hb4.16).





Quando eu entrei no quarto, encontrei meu filho de oito chorando baixinho, escondidinho, encolhido, como se não quisesse que ninguém descobrisse o motivo secreto de sua tristeza. Percebi que era um choro com muitas lágrimas, diferente daqueles que ocorrem quando ele está fazendo pirraça após ser contrariado ou fica de castigo. Era um choro sofrido, não por uma dor física, mas por um sofrimento que vinha de dentro. Perguntei-lhe imediatamente o que estava acontecendo e, com muita relutância, ele me confessou que havia perdido o seu álbum de figurinhas da Copa.

Uma vez, uma amiga me disse que as crianças são adultos em miniatura e que seus sentimentos não são diferentes dos nossos - embora os motivos que eles tenham para sofrer pareçam sempre bobos para nós, que somos gente grande. Sendo assim, meu garoto deveria estar com a mesma sensação de perda e frustração que eu teria se, por exemplo, tivessem me roubado este computador onde eu escrevo os posts deste blog.

Se considerarmos que ele ainda teria que enfrentar a bronca do meu marido que patrocinou a compra de todas as figurinhas, eu diria que o menininho estava mesmo com motivos para chorar copiosamente. Aquele reles álbum de papel, quando estiver completo, vai ter custado uns R$100,00 aos bolsos do seu papai (ainda que esteja destinado ao eterno abandono em um canto do armário assim que a competição acabar).

Seu rosto se desanuviou quando eu lhe expliquei que o álbum estava no alto da estante, onde eu o coloquei a salvo até a chegada de novas figurinhas. Ele pegou a encadernação colorida e frágil com uma alegria proporcional ao desespero dos segundos anteriores. O tempo inteiro o álbum estava protegido, guardado em segurança, até o momento de voltar para suas mãos.

Depois que ele foi para a escola, fiquei pensando no episódio. Quantas vezes nós, os adultos (que somos crianças em tamanho gigante), sofremos inutilmente por querermos coisas que estão sob os cuidados de Deus e voltarão para nós somente quando chegar o tempo oportuno?

sábado

A urgência era apenas uma florzinha azul

















Neste exato momento, há um número incontável de coisas maravilhosas acontecendo neste planeta. Existem crianças nascendo, anjos cantando e gente sorrindo. É uma pena que não haja tanto espaço nos jornais para registrar as alegrias como existe para as tristezas. Sei que há muito mais risos do que lágrimas no mundo, mas a felicidade não dá pontos no Ibope. É por isso existe tão pouca alegria nos noticiários.

Nunca me esqueci de uma passagem que li no livro O Grande Abismo, do C.S. Lewis. No Paraíso, uma das personagens vê uma fenda pequenininha no meio do gramado de um jardim e diz para outra: "O Inferno fica ali".

O Bem é infinitamente maior do que o Mal. A tristeza cabe dentro da alegria. Há muito mais coisas boas acontecendo em nosso mundo do que infelicidades. Se houvesse um gigantesco placar no Universo, haveria um registro em tempo real de que Deus está ganhando de goleada. Porque não existe o "Lado Negro da Força". Só existe um Deus e Ele está trabalhando até agora (João 5:17); todas as coisas cooperam para o bem dos que O amam (Romanos 8:28), porque Ele é recompensador daqueles que O buscam (Hebreus 11.6).

Ontem, quando estava muito ocupada, meu filho começou a me chamar de forma insistente e pediu que eu largasse tudo o que estava fazendo imediatamente. Ele queria me "mostrar uma coisa". Como disse que era urgente, corri para o pequeno gramado que temos em frente da casa, já certa de que ele poderia ter encontrado uma aranha enorme ou uma cobra (descobertas muito comuns onde vivo). Quando cheguei ao local, ele abriu um sorrisão e me mostrou a primeira florzinha que tinha nascido na planta trepadeira que compramos. A urgência muito urgente e urgentíssima era apenas uma florzinha azul.

Voltei aos meus afazeres pensando em como nós brasileiros somos felizes a maior parte do tempo e nem notamos - porque estamos concentrados em todo o Mal que chega via satélite, em cores e sinal digital. Penso que a maioria das pessoas passaria pela vida em completa e absurda felicidade se não tivesse acesso aos noticiários. Mas é exatamente o contrário do que acontece. Queremos ser bem informados e pagamos um alto preço por isso.

Nunca me esquecerei de uma cena muito comum na minha infância: a TV ligada, a família comendo e a guerra entrando na paz da gente.

Já que não podemos mudar o mundo, pelos menos, vamos olhar mais vezes para as coisas felizes que também estão acontecendo no planeta. Vamos ler o caderno B da vida.

Total de visualizações de página

Pesquisar este blog