sábado

Observe a sua lâmpada



"Então o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do esposo. E cinco delas eram prudentes, e cinco loucas..." (Mateus 25.1-2)



Sempre achei a parábola das virgens muito triste. A idéia de que algumas delas foram deixadas para trás é aterrorizante. Para cinco mulheres daquela história não houve final feliz. Não houve riso. Houve pranto e ranger de dentes.

Todas as virgens estavam querendo ir ao encontro do noivo, por isso se arrumaram e ficaram lindas. Mas se preocuparam exageradamente com coisas que não eram importantes e deixaram de armazenar o que realmente era necessário: o azeite.

Azeite, na linguagem bíblica, é sinônimo de unção. E a unção vem pela consagração. Não importava o quanto cada virgem fosse bonita, rica e animada para as bodas. Ela precisava ter azeite para ir ao encontro do noivo. Algumas virgens da parábola sabiam que não poderiam se descuidar e se preocuparam em armazenar bastante azeite. Assim, no momento exato em que o noivo chegou, puderam encontrá-lo. Mas algumas eram loucas e não se preocuparam com o essencial.

Fica nítido na mensagem de Jesus que é loucura alguém não andar com o estoque certo de azeite. Precisamos observar se algumas coisas não essenciais que carregamos conosco estão ocupando o lugar do nosso estoque extra de azeite. Quantas desavenças nas igrejas deixariam de existir se todos estivessem preocupados em encontrar-se com o noivo e tivessem as prioridades certas? Comece a arrumar a bagagem para a Nova Jerusalém, mas leve apenas o essencial.

Cada um de nós tem a sua própria lâmpada e não pode depender de quem está ao lado. A busca pelo azeite é individual e sua conquista é intransferível. Sei que é importante pedirmos as orações intercessórias dos nossos irmãos e irmãs em Cristo quando estamos atravessando momentos de luta. O errado é nunca orarmos e esperarmos apenas que os outros orem por nós. Não podemos convocar intercessores como se contratássemos guarda-costas. Deus permite que soframos determinadas coisas para mantermos nossa humildade e dependência d'Ele. Muitas vezes, o que chamamos de lutas são, na verdade, aquilo que nos conserva de joelhos na presença do Pai e nos impede de deixar a lâmpada vazia. Jesus sabe que muitos dos seus servos e servas, lamentavelmente, não permaneceriam na Igreja se não possuíssem problemas.


Observe a sua lamparina. Comece a armazenar azeite. Não podemos correr o risco de que o noivo volte e nos deixe para trás.

Nenhum comentário:

Total de visualizações de página

Pesquisar este blog